Árabe

Árabe

História

O cavalo de raça árabe deve a sua reputação à sua inteligência, carácter forte e resistência. É uma das raças mais reconhecidas pelo mundo inteiro. É também uma das raças mais antigas de sempre, pois existem provas da sua existência com mais de 4500 anos que falam de cavalos bastante semelhantes aos Árabes que conhecemos hoje em dia.

Os cavalos Árabes do Médio Oriente espalharam-se pelo mundo inteiro graças ao comércio e também devido às guerras entre nações. Foram igualmente utilizados para melhorar outras raças para dar velocidade, refinamento, resistência e uma boa estrutura óssea. Hoje em dia podemos encontrar um pouco desta raça em quase todas as raças vivas.

Os cavalos Árabes desenvolveram-se num clima desértico e eram valorizados pelos nómadas, quem frequentemente os alojavam dentro das suas tendas para cobri-los e protege-los. Esta relação próxima com os humanos criou uma raça de cavalo com boa disposição e com uma boa capacidade de aprendizagem.

Mas ele também desenvolver o carácter forte e sempre alerta, qualidades necessárias para um cavalo de guerra. Esta combinação de disposição e sensibilidade requer que os actuais donos de cavalos tenham muito respeito por eles.

Os cavalos Árabes competem hoje em muitos campos de actividades equestres, o que torna uma das 10 raças de cavalos mais populares do mundo. Os cavalos Árabes hoje podem ser encontrados um pouco por todo o mundo, incluindo claro a sua zona de origem, o Médio Oriente.

Características físicas

Falemos primeiramente sobre os standards oficiais desta raça. Falando de valores em específico, um cavalo Árabe deve medir entre 143 cm a 153 cm, no entanto na Europa é comum encontrar-se cavalos Árabes com 10 cm a mais do que o máximo oficial, mas também são aceites.

É verdade que os 144 cm é a linha que separa um cavalo de um pónei, no entanto um Árabe pode ter 143 cm e ao mesmo tempo ser considerado um cavalo. Para cada regra há sempre uma excepção.

No cavalo Árabe podemos encontrar uma cabeça definida em forma de cunha, olhos de tamanho grande e um focinho relativamente pequeno, no entanto com largas fossas nasais.

Têm um traseiro grande com a cauda ao alto. As costas são curtas mais todo o corpo é compacto e definido, dando resistência à raça. São inclusive comparados frequentemente a ossos duros de roer.

Todas estas características físicas dão à raça Árabe um grande poder de impulsão, como também muita agilidade. Estas características eram primordiais para sobreviver num deserto.

Características psicológicas

Durante séculos os cavalos Árabes viveram no deserto sempre próximos dos humanos. Só cavalos de boa disposição é que eram permitidos reproduzir, para que todos os exemplares fossem sempre afáveis para connosco.

Apesar destas características, eles possuem um carácter muito forte, sendo mesmo uma raça de “sangue quente”. A verdade é que estas características têm algum impacto, nomeadamente no aspecto de sensibilidade perante as coisas.

É bastante inteligente também, tornando-se fácil de ensinar todo o tipo de coisas (desde que já tenhamos experiência com cavalos, de outra forma poderão mostrar alguma rebeldia).

Curiosidades

Algo curioso que já mencionámos neste artigo e não é uma novidade para quem lida com cavalos diariamente é que a grande maioria das raças possui um pouco dos genes do Árabe.

Isto acontece porque os genes dos cavalos Árabes são excelentes para melhorar as capacidades dos cavalos em geral, e também para conceber novas raças consoante as necessidades dos criadores.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Cavalos:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook