Chileno

Chileno

História

As origens do cavalo chileno remontam ao ano 1540, quando o conquistador Pedro de Valdivia introduziu na sua expedição os primeiros 75 exemplares entre potros e éguas, com que os cruzou no deserto de Atacama.

Um par de anos mais tarde Alonso de Monroy levou mais 70 exemplares. Dez anos depois da chegando de Pedro de Valdivia já se contava com 500 exemplares, pelo que iniciou-se o melhoramento de uma futura espécie.

Os primeiros exemplares eram de porte pequeno, mas começaram a ser cruzados com exemplares maiores para se criar uma raça mais alta e elegante. Foi no Chile então que esta raça finalmente ficou definida. Um chileno, o padre Rodrigo González Marmolejo pegou numa selecção de éguas e cruzou com estes cavalos, dando a nascer o verdadeiro cavalo chileno.

Poucos anos mais tarde estes cavalos começaram a ser utilizados por guerreiros araucanos, que rapidamente provaram as suas qualidades enquanto cavalos. Depois disso os cavalos chilenos começaram a ganhar adeptos e foram espalhados por todo o Chile.

No entanto após a Guerra da Independência e juntamente com algumas consequências que esta trouxe estes cavalos começaram a desaparecer. Mas no final do XIX esta raça tornou-se oficial e foram reunidos todos os esforços necessários para não permitir a extinção da raça de cavalos chilena.

Características físicas

Os cavalos chilenos são em geral animais bastante ágeis e resistentes, mas não muito altos. Por norma não ultrapassa os 145 cm mas poderão haver algumas excepções. A cabeça dos cavalos chilenos é bastante parecida com o Andaluz.

Dispõe de umas orelhas pequenas, e uns olhos bastante expressivos. Olhando directamente para um cavalo chileno não é difícil perceber o que ele está a sentir. O seu pescoço é curto mas muito grosso e firme.

Dispõe de uma crina e cauda bastante vasta, tornando um animal bastante elegante esteticamente, pois muitos dos criadores apreciam uma crina e uma cauda farta.

Os cavalos chilenos podem assumir diversas cores, pelo que todas são aceites.

Características psicológicas

Inteligente. Esta é sem dúvida a característica de maior destaque dos cavalos chilenos. Ele também é bastante calmo e dócil, o que faz com que ensinar um cavalo chileno seja uma tarefa fácil, mesmo para quem não tem muita experiência na matéria.

É no entanto um cavalo rústico em todos os sentidos. De velhos costumes, pode ser um pouco teimoso por vezes ganhando certas manias. Nestas alturas deve-se ter mão firme.

Curiosidades

Até ao ano de 2002 esta raça de cavalos era conhecida apenas como “cavalo chileno”, mas devido a questões relacionadas com o registo oficial da raça crioula, começou-se a fazer uma mistura de cavalos crioulos com cavalos chilenos, tanto que não é raro ouvir-se falar no “cavalo crioulo chileno”.

Esta questão tem vindo a fazer com que vários cavalos chilenos sejam chamados incorrectamente de “crioulo chileno”, pois apesar da raça crioula ter tido alguma influência do cavalo chileno, o mesmo não aconteceu ao contrário, ou seja, o cavalo crioulo não influenciou directamente o cavalo chileno, até porque o crioulo nem sequer vem do Chile mas sim de outros países sul-americanos.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Cavalos:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook