Como dar banho a um cavalo

Dar banho a um cavalo

Dar banho a um cavalo não é uma tarefa complicada como muitos poderão pensar. Mas também não é a forma tradicional de que estamos habituados com os nossos animais de estimação. Como é óbvio, não agarramos no cavalo e o colocamos numa banheira bem grande e cheia de água.

Para quem quiser aprender a dar banho a cavalos / potros, na continuação vamos mostrar os passos necessários para dar um bom banho. Desta forma poderás ter a certeza que estás a fazer tudo bem, não esquecendo de nada nem a cometer erros.

Altura para dar banho

Esta questão é um pouco vaga, pois há tantas razões que fazem necessário que tenhamos de dar banho a um cavalo. Entre ela e a mais óbvia de todas, quando o cavalo se suja por algum motivo, ou quando tem um odor demasiado forte, são bons indicadores para se lhe dar banho.

Outra razão para dar um bom banho é logo após uma boa caminhada. Tal como a nós, nada lhes sabe melhor do que um bom banho depois de muito exercício. O banho ajudará a descontrair o cavalo, aliviando qualquer tipo de tensão física provocada pelo dia cansativo que tiveram.

Mas antes de meter mãos à obra, é muito importante que verifiquemos se o animal continua a transpirar muito, ou se encontra-se mesmo muito cansado. Em qualquer um dos casos devemos esperar, pois o choque térmico só fará mal ao cavalo.

Duração do banho

Cerca de 15 a 20 minutos será suficiente. Muitos criadores perdem demasiado tempo a dar banho a um cavalo, quando este tempo basta para o banhar correctamente. E este tempo inclui já qualquer tipo de escovagem prévia.

Banho do cavalo

Preparação

Começa-se sempre por molhar primeiro todo o corpo do animal. O melhor metido é de baixo para cima: patas, pernas, barriga, garupa, cernelha. Depois do seu corpo estar molhado, aí sim começamos a focar-nos nos pontos.

Cascos

Começamos por esta zona que é sensível, apesar de muitos pensarem o contrário. Através de uma escova de plástico, a zona superior dos cascos pode ser limpa com esta. Levantando a pata do cavalo teremos acesso à ranilha, que é das zonas mais sensíveis dos cavalos. Limpamos, enxaguamos.

Genitais

Esta é uma área que ganha muita sujidade e consequentemente odor, pelo que é importante lavar bem esta zona. Para isso, devemos optar por um sabão o mais neutro possível para não irritar a pele do cavalo. Se for um cavalo que tem perfeita confiança em nós, o uso de uma esponja ajuda muito.

Pescoço e cabeça

Passando directamente para o pescoço, lavamos de novo com mais cuidado, subindo até À cabeça. O focinho, o chanfro e a ganacha são as zonas que queremos prestar mais atenção. Utiliza uma escova se possível, mas caso o cavalo não deixe, podes experimentar uma esponja. Em último caso as próprias mãos servem.

Depois as orelhas, mas apenas a parte de fora. Nunca devemos lavar a parte interna destas, pois duas coisas irão acontecer: o cavalo irá reagir muito mal e o podemos magoar seriamente. Cuidado inclusive com o contacto da água dentro das suas orelhas.

Podes, no então, com um pedaço de algodão ensopado em óleo próprio, passar com muito cuidado no interior das suas orelhas de forma a remover qualquer cera acumulada.

As narinas devem ter exactamente o mesmo tratamento que as orelhas: nada de água. Estas são limpas através de uma escova, espoja ou próprias mãos.

Crina e cauda

Depois de todo o trabalho a lavar a cabeça do animal, passamos a estas duas zonas que são bem mais fáceis de lavar do que parecem. Através de uma escova, passamos a crina para um dos lados e a escovamos para a desembaraçar. Em relação à cauda, podemos colocá-la dentro de um balde com água e champô especial para que este actue sobre a cauda, e com as mãos esfregamos cuidadosamente. Usamos depois a escova também para desembaraçar a cauda.

Pêlo e corpo

Em relação ao resto do corpo, basta passar uma mistura de água com o mesmo champô para lhe dar brilho e retirar o resto de sujidade e odor que possa permanecer no cavalo. Existem inclusive cremes próprios que se podem aplicar no pêlo do animal para o tratar.

Final do banho

Através de um escorredor, passamos novamente no corpo do animal para terminar o seu banho. À medida que o corpo for secando, usamos uma das escovas para pentear tanto a crina com a cauda e ainda uma luva para massajar e escovar ao mesmo tempo o resto do corpo. Isso irá relaxar o corpo do animal.

Compártelo en tu red social:
Más en Animais - Cavalos:
Aviso legal Contacto Google+ Facebook